TAMBAU
TAMBAU CAT - 2

Abel reclama de não jogar no Allianz e clube não aprova paralisação do Brasileirão

Abel reclama de não jogar no Allianz e clube não aprova paralisação do Brasileirão "Se não jogarmos no Allianz Parque não me cobrem para sermos campeões", afirmou o treinador depois da derrota pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Por Portal Jonet Brasil em 13/05/2024 às 07:40:24

Abel reclama de não jogar no Allianz e clube não aprova paralisação do Brasileirão

"Se não jogarmos no Allianz Parque não me cobrem para sermos campeões", afirmou o treinador depois da derrota pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

© Getty

13/05/24 06:42 ‧ Há 57 mins por Estadao Conteudo

Esporte Palmeiras

O técnico palmeirense Abel Ferreira deixou claro a sua insatisfação de o Palmeiras jogar em Barueri. Neste domingo, a equipe perdeu para o Athletico-PR por 2 a 0 e perdeu a chance de brigar pelo topo. "Se não jogarmos no Allianz Parque não me cobrem para sermos campeões", afirmou o treinador depois da derrota pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Para ele, o clube não pode abrir mão de atuar em seu estádio e contar com a força de sua torcida. "Não tenho nada contra Barueri, mas sempre quero jogar no Allianz. O problema é que como o Palmeiras que luta por títulos e tem um estádio que não pode jogar futebol? Como é possível nós não jogarmos lá? Já ganhamos aqui (Barueri) e perdemos aqui, mas nossos títulos ganhamos em casa", completou.

O treinador português reclamou ainda dos seus jogadores, mas sem citar nome. "Vi a equipe pouco criativa, pouco inspirada e cansada. Tivemos pouca energia", afirmou Abel, que disse que Aníbal deve ficar até 15 dias parado por conta de uma lesão no joelho.

"O momento do jogo foi o pênalti (perdido por Raphael Veiga", resumiu o treinador. "Depois sofremos dois gols contra e resume o que foi o jogo."

Na coletiva, o dirigente Anderson Barros se posicionou contra a paralisação do Brasileiro por conta da tragédia das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul. "Será que a melhor forma será paralisar o futebol?", indagou Anderson Barros, diretor de futebol do Palmeiras, em Barueri, depois da derrota da equipe para o Athletico-PR pelo Campeonato Brasileiro, nesse domingo.

De acordo com Barros, essa tragédia do Rio Grande do Sul só poderá ser superada com trabalho. "Não se deve parar o futebol brasileiro, mas encontrar soluções, para suprir, abraçar todos nossos companheiros do Rio Grande do Sul", completou o dirigente palmeirense.

Abel Ferreira também foi questionado sobre o assunto. No entanto, o comandante preferiu não bater de frente com a direção. "Minha opinião é a opinião do clube", afirmou o técnico Abel Ferreira sobre parar ou não o Campeonato Brasileiro.

Leia Também: Ministro dos esportes quer suspensão temporária dos jogos no Brasil

Partilhe a notícia

Recomendados para você

Fonte: Notícias ao Minuto

Tags:   Esporte
Comunicar erro
Q BOM
MEGA 2

Comentários

rossi2
TV JONET BRASIL